Follow by Email

segunda-feira, 23 de julho de 2012

Recordar é reviver

É muito engraçado como a nossa cabeça registra de forma intensa os momentos bons que vivemos.
Neste final de semana, depois de dois anos, voltei a maternidade onde João Victor nasceu.
Fomos visitar o pequeno Pietro que acabou de nascer e já é alvo da babação geral.
Na saída da visita, Raphael foi carregando o João Victor no colo e eu ligeiramente atrás. Vê-lo no colo do pai me remeteu imediatamente a nossa saída da maternidade.
João Victor no bebê conforto, Raphael com um sorriso de orelha a orelha, eu muito emocionada e com a certeza de que agora era 'jogo valendo'.

Eu me emocionei muito quando recebi alta na maternidade. Parece que ali, naquele momento em que eu estava pronta para sair do Hospital é que me dei conta da responsabilidade que eu teria pro resto da minha vida. Foi como se alguém falasse no meu ouvido: toma que é teu!

Me emociono intensamente com fotos de partos, pois naquele primeiro olhar entre mãe e filho, nasce uma conectividade que só quem já viveu isso pode falar.
É o momento que decoramos aquele rostinho, sentimos o primeiro cheiro, o choro que vai nos marcar ao longo dos anos.

Eu não me lembro do que comi ontem mas me recordo de cada segundo daquele dia 17 de abril de 2010. Cada olhar, cada observação do caminho à maternidade, cada assunto, cada minuto de espera.

Tudo isso pra contar que tem crescido a cada dia a vontade de ter outro filho. Uma vontade que esta me sondando e me faz querer reorganizar a rotina, o ninho e iniciar os planejamentos para esta grande chegada.

Enfim, vamos ver no que vai dar. Já iniciamos a readequação do espaço no quartinho do João Victor e esta fase consumirá este final de semestre. Se tudo correr bem, ano que vem teremos mais um guri me enlouquecendo...rs

Um comentário:

  1. Viviane,
    acabei de ler seu comentário no meu texto, na cronica do dia, e foi difícil não chorar.
    Daí, vim ao seu blog e, lendo esse post, o difícil tornou-se impossível :)
    Vou vir sempre aqui, pra acompanhar os próximos capítulos e torcer junto. Dois filhos, é o dobro de alegria e amor! :)
    um beijo, e obrigada!
    Kika

    ResponderExcluir